domingo, 26 de julho de 2015

Encontro de amigas

Hoje, reencontrei uma amiga querida que não via há anos. Nos conhecemos há 25 anos. Mora agora no Rio de Janeiro. Está separada e tem uma linda filhinha de 5 aninhos. Às vezes, passamos anos sem nos ver e sem se falar muito, mas, quando nos encontramos, é como se tivéssemos nos visto na noite anterior, como se nunca tivéssemos nos separado.

Intimidade total, confiança total. Esses encontros são muito bons. Oportunidade de falar e ser ouvida. Mas também de "ficar rouca" de tanto ouvir, ouvir e ouvir. Acima de tudo, compreender e ser compreendida.

Enquanto conversávamos, eu falava algo e ela me interrompeu dizendo:

- Eu sei. Conheço tua história toda, lembra?

Eu lembro e paro. Não é preciso muita explicação. Ela realmente sabe tudo de mim. E a conversa flui deliciosamente.

Como isso é bom. Como isso faz falta às vezes. Cheguei em casa com aquela sensação de nostalgia dentro de mim, um quê de saudade de nem sei o quê.

Nenhum comentário: